Monday, September 25, 2006

Sem titulo...

Eu já não sei se é mania da perseguiçao, loucura, ou simplesmente parvoíce. Mas li este texto no flog da Liliana.

Já me perdi a pensar como conquistar a tua atenção, ja me perdi a tentar agradar-te, lembrei-me de ti, do que gostavas, do que odiavas, lembrei-me das tuas amigas, do que elas faziam, vestiam e diziam, lembrei-me de tudo o que poderia tornar-me perfeita para ti.
no entanto, estranhamente, esqueci-me de mim, esuqeci-me de quem era, do gostava, do que dizia, do que vestia. Esqueci-me de sorrir, de chorar, esqueci-me de tudo o que compunha o meu ser.
Felizmente, a cegueira foi temporaria, o esquecimento aparente e a tua iamgem uma farsa, porque reaprendi a amar o meu, percebi do que gostava, pensava e queria, redefeni prioridades e estabeleci metas. E foste t, tu que estás desse lado, tu que sempre achaste que não era suficiente para ti, tu que me quizeste mudar, sim, tu!
Obrigado, acima de tudo, obrigado por teres-me feito ver quem sou eu, porque eu sou um só, um ser singular e inigualavel, por isso tenho o valor de uma de arte, porque posso ser apenas uma tela abstrata, mas sou único!
Para aquela sombra de gente que tentei agradar, igualar...
Do meu eu...

To confuso =(. Tenho de deixar de pensar tanto no que ela diz. Porque agora a minha relação, pelo menos da minha parte, com ela tá um bocado estranha. Desde o inicio das aulas que inda nao falei com ela. Sinto um bocado de desprezo e angustia quando a vejo. E isso assusta-me porque sempre, sempre me dei bem com toda a gente. Quero dizer, nunca me zanguei com ninguém que tivesse sido meu amigo. A sensação é esquisita.

MUSICA
Muse - Starlight