Saturday, May 27, 2006

Super Bock Super Rock XL - 2006

Ontem Super Bock Super Rock!!!
O primeiro festival de música que fui. E foi lindo!!! A agenda era a seguinte:
Partida de Vila Franca de Xira - 15h
Abertura das portas - 16h
Primitive Reason - 18h
Alice in Chains - 19h30
Deftones - 21h
Placebo - 22h45
Tool - 00h40
O grupo que foi ao festival: eu, Eva, Márcia, Ribeiro, Pedro, Filipa, Amaral e Marcelo. Bem, fomos no comboio das três e chegámos lá mesmo a espera de ver góticos aos milhares! E tinhamos razão: preto, preto e preto por todo o lado. Alguns mais extravagantes, com meias xadrez, penteados emo e Kelly Osbourns. Outros mais simples com preto apenas. Saindo da estação passámos por baixo duma ponte com paí dez goths bué tristes a lamentar a vida. Metemo-nos na fila e entrámos no recinto =D.

Bem, o festival foi muito fixe, não haja duvida. E valeu o dinheiro que gastei (€38+comida e transporte...uns €50 e tal). Mas é impressionante como se passou: sempre que se passava alguma coisa boa, acontecia outra má. Se não fosse o concerto de Placebo o festival em si teria sido uma merda. Mas eles rebentaram tudo!

Quando chegamos fomos direitos À banca da Antena3 recolher brindes: t-shirts, bonés e malas. Neste momento, centenas de mosquitos pegam-se à t-shirt do Marcelo e às da Antena3. Depois fomos explorar o recinto à procura de uma sombra para esperar pelo início dos concertos. Sentamo-nos na unica vazia (i wonder why...) que estava decorada com uma seta a apontar os WC dando uso às t-shirts da Antena3 como toalhas. Acabámos por nos mudar pa outra outro lado, cheio de goth: “Vamos inserir-nos no meio dos góticos”. Passado um bocado uma mulher vem ter connosco a oferecer cartões Fast Galp =D. Apesar de nao termos meios de transporte andámos a inventar nomes e nº de BI e fizémos um para o ALF xD. Recebemos uns brindezecos como recompensa. Depois fomos comer CrispX com leitinho Mimosa e espirrei a Eva toda com leite (hahahaha).

Fomos para o palco e comecei a tirar fotos e tal. Então passaram por nós três gajas muito fora do ambiente. E eu grito: "Tirem-me uma foto em frente das pop-stars!". Hahahaha, só barraca que passámos ali antes do festival começar. Depois começa o concerto de Primitive com o Sol de frente e um calor horrível só pa estragar. Algumas músicas foram giras e o Didjiridu também tava. Mas no conjunto não gostei do concerto que era muito instrumental.

Como sempre acontece acabámos por nos separar sem querer e vi com o Marcelo e o Amaral Alice in Chains. Música de merda à parte ficámos entre: um quase-dwarf com cabelo rapado em cima mas comprido atrás, duas mulheres-goth zangadas com a vida e fumar charros e dois brasileiros a fumarem charros (dos que tentaram metade acabou no chão graças aos encontrões - ao contrário das goth).

Encontrámo-los ao pé da única torneira com água do recinto (que estava sempre vazia, vá-se lá saber porquê...superbock cof cof) que por sinal era imprórpria para consumo...mas era consumida por nós. Fomos jantar uma pizza familiar ao som de Deftones e abancámos à espera. Fomos umas duas vezes ao backstage a ver se arranjávamos autografos de Placebo. Por acaso Deftones também não foi o que estava a espera: não gostei. Eu e o Amaral fartámo-nos e fomos à sessão de autografos de Primitive. Entrámos na fila e vimos que estavam a pintar o cabelo na banca da Worten. Fomos os dois à vez pintar o cabelo de laranja e branco (eu fifty-fifty). Depois, quando eramos os próximos na fila eles bazaram! Fomos dar uma volta, pedimos uma caneta a um geek (OMG! Um geek ali!!!) e conseguimos os autógrafos.

Depois fizémos uma coisa mal. Infelizmente fomos à banca da Worten outra vez. O Amaral queria massagens e eu fui jogar a um jogo merdoso. Ganhei um baralho de cartas compridas muito basofe. Quando nos fomos enfiar na multidão pa ver Placebo já não vimos o resto do grupo mas ficámos a uns dez ou quinze metros do palco. Foi a única coisa que tive realmente pena porque um grupo de dois é muito diferente de um grupo de oito. De qualquer maneira interromperam o concerto dos outros ("Esta é a nossa última música...afinal não") começa o melhor concerto a que já fui. As músicas eram muito fixes (lindas :rox:) e pareceu-me pequeno o concerto. O auge do concerto foi em "A song to say goodbye". Começou tudo a saltar tipo sardinha viva em lata. Muito fixe, grande êxtase. Apesar dos empurrões (adeus cartas, lol) e do calor, tudo se tornou insignificante. Excelente o concerto, simplesmente.

Pela segunda vez encontrámos o resto do grupo ao pé da torneira. Descansámos uma beca e ouvi as histórias deles, que ficaram só um bocado mais a frente. A Filipa ficou ao pé de um bando de pitas loucas. Nada comparado com as lésbicas espanholas que ficaram ao pé do Amaral e que se agarraram a ele. Mas conseguiram ver melhor o palco (apesar de o ter visto claramente) e viram o vocalista de Placebo com movimentos de braços e pernas afemeninados, lololol.

Tool, que deu a seguir, já não vimos no meio da multidão, também porque foi uma merda, só guitarrada. Saímos mais cedo e fomos para a estação, porque a CP tinha publicitado que havia comboios a noite toda. O mendigo sábio disse-nos que não valia a pena comprar bilhetes porque não ia passar nada até às seis da manhã. Não passou. Tivémos de esperar pelo irmão do Ribeiro e pelo pai do Amaral. Mas não esmorecemos. Tinham-nos dado à saída dois CD's de Wild Animus com autocolantes. Com os CD's com imagens de carneiros do mal e lobos, e o Marcelo fingimos que tinhamos Beyblades gays. Os autocolantes serviram para converter toda a gente a uma recém-criada religião de Wild Animus. Foi humor sem sentido saído não sei de onde. Mas foi divertido como tudo. Como todo o resto do dia. É impressionante como nos conseguimos divertir, qualquer que seja o ambiente. Em Primitive tirámos fotos, em Alice gozámos com uma pseudo-Salomé, em Deftones perseguimos músicos e troçámos com vadias da Worten, na estação criámos uma religião e durante o dia todo gozámos com os goth a gritar "Lordi!!!". É assim que um dia é divertido: estando sempre a rir.

QUOTE:
"Vamos dançar caralho." Vocalista de Primitive
"Tira-me uma foto ao pé das Pop Stars!" eu
MUSICA:
Primitive Reason - Hipocrita
NOTICIA:
Pelo menos três mil mortos e milhares de feridos num sismo na Indonésia. Esta notícia veio em quarto lugar, cinco minutos depois de comçar o jornal. Depois da notícia de Portugal ter ganho a Cabo Verde.

Thursday, May 25, 2006

The DaVince Code Day

Bem, hoje o dia foi memo excelente, fartei-me de fazer montes de merda fixe. Já não me divertia assim tanto à muito tempo.
E começa a viagem =P. Primeiro vou para a estação de comboios. Vamos comprar o bilhete já com o comboio a passar em frente e reparamos que o Amaral e o Marcelo ficaram pra trás...por isso perdemos o comboio porque eles foram comprar o Record (...). De qualquer maneira aparece logo um e nós seguimos caminho. Paramos primeiro em Sacavém para que o Ribeiro levante o bilhete para o Super Bock Super Rock (SBSR). Nunca tinha parado nem reparado em Sacavém: grande planície vazia de um lado e colinas com mato do outro. Pensámos que tinhamos parado no Sobralinho xD. Então atravessamos a ponte (onde encontramos uns parafusos espalhados) e vamos ver o recinto do festival. No caminho encontramos um clone perfeito da Liliana: ancas, pernas, cabelo, tudo! Tava a espera de ver montes de gente a espera de KoRn e Within mas havia só um bando de quatro góticos feitos parvos à espera no ínicio da fila.

Depois vamos a pé para o Oriente. Encontramos um bando de espanhóis perdidos à procura do recinto: "Onde eres el festibal de Superr Bock Superr Rrrock?" "SBSR? Segue, segue segue..." "Oh! Tudo recto!" "Yap, tudo recto.". Avançando por uma avenida com o nome todo parvo entramos numa espécie de bairro fino muito residencial. Encontramos montes de pessoas deitadas na relva que parece que foram abatidas. E até uma espécie de esgoto com água vermelha. Depois vemos um hotel com um lago (na parte da frente) vazio e cheio de lama, muito convidativo. Do outro lado uma praia pequena com arieia castanha nojenta e um pau cheio de musgo que parecia memo uma criancinha de longe xD.

Chegamos ao Parque das Naçoes e atravessamos em direcção ao Vasco da Gama pelos jardins. Num deles não é que encontramos um bando de crianças nuas a tomar banho num lago todo podre. Mas não é o pior: há uma pitazita com um fio dental de tal maneira pequeno que se via o cu inteirto. Nah, nah...isto não devia ser assim. Encontramos então um bando de goticas numa conversa de cariz sexual: "Ai as tuas mamas são tão sodosas!" "Ai é, deixa ver." "Olha aqui as minhas." "Quando mexo nos bicos eles ficam duros." "Um namorado meu fez-me isso e aleijou-me." ...

Vamos almoçar ao restaurante da Pizza Hut que é invadido por góticos, entre outros. Estes outros são todos sevidos primeiro que nós e depois os góticos. Um deles tinha um penteado tipo o tipo que tenta matar o Bart Simpson. Anyway bebemos coca-água-cola, e pizzas com recheio e vamos comprar os bilhetes po filme. Começa agora a tendência separatista do Ribeiro e do Pedro que vai levar novamente o grupo a separar-se. Eu, o Marcelo e o Amaral vamos gozar com as lojas, as gajas vão as compras e o Pedro e o Ribeiro vão comprar o último CD de Pearl Jam e whatever...

Comecemos com a SportZone. Foi a melhor: tivemos mais de uma hora a encontrar porcaria que andava por lá. Uma pequena lista: um taco de snooker sedoso, uma raquete de ténis sem rede, uma bola de futebol de ganga, embalagens de uns dez litros de , luvas de boxe de tecido estilo leopardo, chicote para cavalos, robes azuis fofos, caps à tenista, tacos de golfe variados, tacos de basebol de metal e outros com esponja, barbatanas com camuflagem, chinelos-faquir, t-shirts rosa, ténis com lubrificante, etc. Mas como começasmo a fazer bué barraca no gozo e como o Amaral começou a dar toques numa bola o segurança começa a perseguir-nos. Tentamos dividir-nos e despistá-lo e conseguimos. Mais tarde voltamos e vestimos o Marcelo: robe, capacete de motoqueiro, fato-de-banho justo de surfista, rede de pesca (!) e barbatana gigante. Depois fingimos que ele é um gajo da Crab People (lolololol) e eu tento espancá-lo com o taco almofadado. Infelizmente somos interrompidos por uma funcionária mas ficou fixe.

Depois o Marcelo tem um ideia: entramos na Multiopticas e pedimos uma caixa de perservativos. Passado um bocado entramos na loja e fazemos isso mas a mulher não tem nenhuma reacção...já devia estar habituada. Próximo passo: vamos fazer um jogo da reciclagem memo só pa gozar com a mulher que tá lá...e tb porque no pedi-paper que fizemos a pouco tempo perdemos porque os copos não podem ir para os vidrões. Recebemos uns imanes pa por no frigorifico. Então o Marcelo disse pá gente por nos frigoríficos do Continente e fomos pra lá. Encontrámos uma senhora, a D.Natália, muito culta que até leu o Código DaVinci. Infelizmente o emprego dela era por um instrumento todo parvo do Rock in Rio (RiR) pa karaoke à disposição de pategos como nós. Anyway começamos a cantar José Cid, Xutos, Santos e Pecadores, etc. Foi a griza totil. Até ela cantou.

Isto foi o principal que aconteceu. Além disto houve outras coisas. Vo acrescentando enquanto me for lembrando.
Fizemos uma contagem de góticos puros (nada de hippies e gajos com camisolas pretas só) no Vasco. O número final aproximado é de 70.
O Nuno apareceu na SportZone e eu: "Oh não!" "Olhá pexuále" "O Pedro queria falar contigo, ele tá na Salsa" "Onhde?" "No andar de cima, baza :D".
Antes de irmos comprar os bilhetes começámos a cantar a música do David Hasselhófe e, feitos mongas, atravessamos uma daquelas pontes com os braços abertos a cantar "Hooked on a feeeliiing".
A Liliana veio com um bronco chamado Hélio mas que nunca chegámos a ver. Boatos. O João inventou a piada do: "Toma lá metano ó Hélio". Trocadilho de qualidade.
Na viagem pa cá uma velha que tava sentada à minha frente, ao despedir-se de outra que aparece por trás para lhe dar um beijo acerta na boca dela. Velhas lésbicas é do pior. Depois faz uma cara de nojo e diz "Estas coisas acontecem.". Hahahahaha.

Depois fomos ver o filme...falo dele no próximo post. De qualquer maneira já não me ria tanto à muito tempo. Foi mesmo um dia fixe. Só espero que amanhã, dia do SBSR, seja ainda melhor que hoje :D.

MUSICA:
David Hasselhof - Hooked on a feeling (Ooga-chakka lololol)
QUOTE:
"Vocês não podem brincar no corredor."
NOTÍCIA:
Timor na fossa e quase em guerra civil. Mais de mil militares australianos vao po país a ver se o salvam. Portugal manda 100 e já com sorte porque não ficámos com petróleo nenhum. Pobres e mal agradecidos. Até agora há paí uns vinte mortos, entre eles uns nove que foram mortos desarmados por um panasca qualquer rebelde apelidado na televisão por "desesperado". Por favor...

Wednesday, May 24, 2006

AristoGatos Crew



Nova invenção do Amaral e do Marcelo: um fotoblog pa fazer concorrência aos da Eva, Cláudia, Liliana, etc. Como elas estão sempre a falar do tipo de assuntos que nao levam a lado nenhum e que são próprios de quem vive mais a sonhar do que a ver a realidade nós tivemos de gozar com isso. Infelizmente quando eles inventaram isso eu tava numa reunião da Assembleia de Escola (onde estupidamente não fiz absolutamente nada e não se fez absolutamente nada) e nao participei na iniciativa =(.

O site é este: http://www.fotolog.com/os_aristogatos, tá mt fixe, uma reprodução fiel da futilidade dos outros fotoblogs. Acho que não tinha imaginação suficiente para fazer um post como estes (=D). Gostava mesmo de ter este tipo de imaginação satirica. Anyway, quero um gato...como este da foto

Fotologs:
Eva - http://www.fotolog.com/loira_azul/
Cláudia - http://www.fotolog.com/lekas_4ever/
Liliana - http://www.fotolog.com/p1nk_p4nth3r/
Rita - http://www.fotolog.com/ritinhapitagroz/

MUSICA:
Melanie C (:D) - First day of my live :rox:
QUOTE:
"Hum, let me taste your tears Scott. Your tears are so yummy and sweet..." Eric Cartman em South Park
NOTICIA:
Descobriu-se, quando se chegou ao "fim" do sistema solar, que ele é 26 milhoes de milhas mais pequeno que o previsto: Voyager reaches the edge of the solar system

Sunday, May 21, 2006

Nostalgia infantil

Dia nostalgico no blog da Liliana:

Liliana

"Não sei se quero crescer, os adultos esquecem-se sempre de viver, apenas seguem o seu trabalho, as suas obrigações, a maior parte deles esqueceu-se de como é bom sorrir, parar um pouco e divertir-se, aproveitar as coisas boas da vida. Quando se é criança tudo brilha, tudo é maravilhoso, há smp um mundo perfeito a nossa espera lá fora, um bichinho ou uma flor, tudo é razão para sorrir, é por isso que as crianças são o melhor do mundo, são elas de dão cor ao mundo dos adultos quando eles se esquecem que todos nós temos uma criança dentro de nós.
Por isso nunca te esqueças da criança que vive dentro de ti, de vez em quando deixa-a vir-a vir cá fora brincar, ver o mundo como se tudo fosse perfeito, esquecer o egoismo, o materialismo dos adultos... deixa-te viver! BeijinhOs cOm sabOr a algOdão dOce =D"

Rita
"Crescer e seguir a caminhada da vida não só é inevitavel como é necessário. O segredo está em saber crescer e adequarmos as quantidades de maturidade que vamos recebendo. O segredo está em ser adultos ponderados, felizes e sobretudo sabermos manter-nos no lado cinzento da vida. Pois a ingenuidade e pureza de uma criança não é eterna. No entanto temos que acreditar nas coisas boas que a vida nos vai trazendo, ano após ano... :D"


Cláudia
"ser criança é tao bom!! e nexa idd k somox maix inocentex k tiramox melhor partido dax coisax! tamox sempre a descobrir e a inventar coisax novax, e a vivermox num mundo k parece apenax cor-de-rosa!mx à medida k vamox crescendo exe noxo mundituh vai deixando de ser rosa e vai-xe transformando e paxando a ser cada vex maix cinzentuh, pk a noxa inocencia vai desaparacenduh e o noxo mundinhu de fantasia vai dar lugar a um mundo duro, onde as pexoas poem smp o trabalho acima de tuduh e so dps a familia e os amigux...k é nexa altura k recordamox a noxa infancia, onde voltamox aos bons e inocentex pensamentos k tinhamox e de cmo guxtariamox de voltar a ser criançax otra vex! mx aí ja é tarde demaix poix a noxa vida tem cmo rumo trabalhar, k nox acaba por ocupar o tempo deixando pa trax akele noxo lado de criança k inda há dentro de nox mx k por nau dar parte de fracos perantex os otrox teimamox em esconder! e xte é o panorama bem real da noxa sociedade actual onde o noxo alegre, inocente e smp pronto para as novax descobertax da vida dá lugar a um universo k apenax gira em torno de trabalho, trabalho, deixando para trax coisax incriveis cmo o sonhar, o imaginar...e nox tornamox frios, calculistax, e sempre mto ocupadox para recordarmox as noxas origens..."

Marcelo
"
K foto x'D !!!Kuando eu tnha paí 5 anos tava sempre a dixer k n cria crescer (alguem levou os meus pedidos mt à letra -.-').Não sabia porque os meus pais n brinkavam com brinkedos como eu.Quando se é criança o mundo é maravilhoso,mas o mundo continua o mesmo , não mudou .Lembro me que as vexes ha akelas pessoas k axam k saum mt adultas , e nos faxemos algo infantil , vaum me criticar, mas s eu continuar elas acabaram por s juntar a mim.Não existe mesmo uma barreira entre a idade infantil e a adulta , nós é que a criamos.

Ao que eu respondo:
"dia da nostalgia
Quase todos os posts anteriores não têm sentido. LOL
Sim, são muito fofos e tal, mas na verdade são frases feitas. Crescemos fisicamente porque nos é impossível contrariar. E crescemos psicologicamente porque somos inteligentes. Conseguimos perceber cada vez mais o que se passa à nossa volta. E isso é bom! Caminhamos para a sabedoria. A ingenuidade de que falam não passa do conforto de não ter responsabilidades: não ter que estudar, trabalhar, preocupar-se com o futuro, etc. Mas temos de o fazer. Preocupamo-nos com o trabalho porque tem de ser. Ser criança é bonito mas não é que somos.
Devemos crescer e aprender o que nos dá felicidade (a despreocupaçao, o viver alegra) e o que nos faz tristes (as responsabilidades, as preocupaçoes, o dever de sermos melhores) mas continuar a saber que o mundo não é tão negro nem tão rosa como o imaginamos.
Get over yourselves...
PS(Cláudia): culpa a sociedade tá claro...mais valia viver na idade mediaval onda não nos tinhamos de preocupar com o trabalho e tal...porque morriamos quase de certeza crianças! Ou mais valia viver nos descobrimentos...onde de certeza nasciamos escravos ou eramos queimados vivos! Ou mais valia vivermos na no principio do século...onde trabalhávamos todo o dia todos od dias e nao tinhamos nd pa comer! To feliz por viver nesta "era"..."


E tenho razão...lolololol

MUSICA:
Placebo (Meds-06) - Meds

QUOTE:
"Deus é existirmos e isto não ser tudo."

NOTÍCIA:
144mil pessoas da maior instituição criminal do Brasil revoltam-se. Resultado: 184 atentados, 133 mortos, 200 reféns e centenas de feridos (TSF). Todo o processo foi desencadeado de dentro da prisão. A onda de crimes que se deu no dia da Mãe provocou em especial a morte de dezenas de polícias de folga com as suas famílias. O exército esteve prestes a invadir S.Paulo (8vezes maior q a Bélgica, 2vezes mais rico que Portugal, com 5milhoes de pessoas). Mais info na Visão18-24Maio.


PS: Não estudei Geologia...nem quero.